Pular para o conteúdo principal
logotipo TMA Brasil
logotipo TMA Brasil
lupa

Juntas, Saraiva e Cultura já demitiram mais de três mil funcionários desde o pedido de recuperação judicial

capa

Só em 2020, Saraiva demitiu 1.223 e a Cultura outros 395

Uma das categorias mais afetadas pelos processos de recuperação judicial das livrarias Cultura e Saraiva é, claro, as suas respectivas forças de trabalho. No último dia 5, o administrador judicial da Cultura divulgou o relatório mensal de atividades (RMA) referente ao mês de outubro. Do pedido de recuperação judicial, em outubro de 2018, até a data final desse relatório, a varejista dispensou 455 empregados; 395 deles foram demitidos em 2020. Já a Saraiva, que já apresentou o seu RMA de dezembro, demitiu 2.630 funcionários desde novembro de 2018, quando entrou com processo de recuperação judicial. Em 2020, a Saraiva demitiu 1.618 pessoas. Somando todos os números das duas varejistas, foram 3.085 empregos a menos no setor livreiro, considerando apenas essas duas empresas.

 

19/02/2021